quinta-feira, 1 de março de 2012

Na vida temos sempre um dia após o outro!!!!

Quantas vezes não percebemos que a vida é assim? Quando aprenderemos que o presente não existe? Observe o presente, consegue? Duvido!!!! É possível lembrar o passado e projetar o futuro, mas o presente é feito pra viver e passa tão rápido que num milésimo de segundo mudou de nome: virou passado!!!! Então o que fazer com ele? Sugiro usar como o nome o define como um presente. Seja um presente na vida do outro, e curta o seu presente da melhor forma possível, dê o seu melhor, seja o seu melhor. E no momento seguinte não sentirá raiva, tristeza ou remorso... e sim saudades, alegrias e muitas felicidades. Sabe aquela gargalhada engasgada? Solte-a no presente e no futuro sinta como é bom aquela famosa frase: "ri (passado) tanto que fiquei com dor na barriga!" Quem nunca viveu esse momento????? É óbvio que também temos momentos tristes, fúnebres e até macabros, mas a forma como alimentamos esses sentimentos é que definirá o nosso futuro e nosso passado. Imagine a cena: Uma amiga querida rompeu um namoro com alguém por quem é apaixonada e precisa de você e você lhe diz que não tem tempo pra ela naquele momento. Certamente perdeu a oportunidade de ser solidária e sacramentar uma amizade. Era o momento dela, bom ou ruim era o momento dela. Aos amigos cabe apoiar, mesmo sem concordar. Se não concorda cale-se por um minuto presente e, no futuro a ajude a construir um novo passado a ajudando a superar, com carinho. Isso se chama empatia!!!!!! Colocar-se no lugar do outro. Eu vivi isso há alguns anos. Eu estava trabalhando quando recebi a noticia de que minha mãe estava passando mal. Na mesma hora falei ao meu gerente que iria embora para Arraial do Cabo (meus pais moravam lá)para tentar vê-la antes que ela morresse (de alguma forma eu sabia que era isso que aconteceria). Era o meu momento de tristeza e tive a felicidade de ter ao meu lado minha grande amiga Sandra Rodrigues, que largou tudo e foi comigo, dirigindo meu carro, para lá. E segurou a minha mão quando, ainda na estrada, meu pai me deu a noticia de morte da minha mãe. Talvez ela nem saiba ou lembre o quanto foi importante segurar a sua mão naquele momento, ela ficou em silencio e segurou a minha mão!!! Gente isso não tem preço e minha gratidão, carinho, amor e amizade será eterna!!!! Assim como a pouco tempo ouvi da minha amiga Verinha Ressurreição o quanto eu a apoiei na morte do seu irmão, eu (de verdade) não havia percebido a dimensão do momento. Da mesma forma nos momentos felizes como gosto de comemorar as boas notícias dos meus amigos: uma promoção no trabalho, a restauração de suas saúdes etc... Enfim, amo estar (no presente) construindo com meus amigos nossas histórias (passado) e nossos sonhos (futuro) tendo sempre em mente que nesse momento o presente se foi e já construí.. se foi bom somente no futuro saberei, até mesmo do passado.. somente no futuro saberei!!!!!!

2 comentários:

  1. É amiga, naquele que seria o pior dia da minha vida, vc estava lá,calma, tranquila, para ficar horas no telefone e resolver todos os problemas do sepultamento do meu filho, tão amado, que se foi aos 3 anos e 10 meses. Por você ser tão calma, e tudo resolver, pude me deixar levar pela dor, pois a parte prática vc estava resolvendo. Obrigada por aquele momento em que vc nada falou, só agiu e me abraçou. Meus eternos e sinceros agradecimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser amiga é estar!
      Se o momento pede devemos estar. Pode ser que calada, pode ser que falante, comemorando, chorando ou simplesmente permitindo que a outra sinta, viva, sofra, alegre-se.. enfim, ser amiga é compactuar!!!
      Naquele dia eu apenas estive com você! E fico feliz de ter conseguido te ajudar pelo menos um pouco.
      Obrigada!!!!!!!

      Excluir